terça-feira, 30 de maio de 2017

RESENHA: UM AMOR CONQUISTADO





Um amor Conquistado
Quando sua única sobrinha se encanta por uma preceptora francesa, lorde Edward Phillip, o sexto conde de Buckington, acredita que está sendo punido. Com centenas de mestras inglesas à disposição, por que a menina tinha que se apegar justamente a uma francesa, descendente de um povo que ele odiava?
Ao ser requisitado para um esquema de espionagem em Paris - em meio à a corte de Bonaparte - e a preceptora parte com ele no papel de sua noiva, o conde de Buckington terá que reviver a dor da perda de seu único irmão e ainda terá que lutar para salvar a vida dela. O pior foi descobrir que ele próprio também havia sucumbido aos encantos de Sophia. A França havia matado seu irmão... e uma francesa seria a redenção?
                                                          
Com apenas 4 aninhos de idade a pequena, marquesa Sophia já começou a vida fugindo de Paris, tudo isso devido a Revolução Francesa.
Sua madrinha e guardiã Marguerite, tentando cumprir a promessa que fez a mãe da pequena Sophia. Prometeu a Suzanne que cuidaria e protegeria  ela de tudo e de todos. Pegaram um navio, e partiram para Inglaterra, em busca de exilio.

“Infelizmente, a nobreza de meu sangue francês não será capaz de colocar o pão inglês em minha boca. Gostando ou não, terei que trabalhar e prover o meu próprio sustento!”

No decorrer do tempo e sem noticias de seus pais a  saudade só aumentava.
Sophia recebeu toda  educação que poderia ter, para que ela jamais esquecesse de suas raizes. Mesmo vivendo de uma maneira bem modesta, tornou se  uma mulher incrível, forte, determinada e muito corajosa. Mas, agora esta em apuros, depois que sua madrinha faleceu. Precisa arrumar um emprego urgente para poder se manter. De sua herança a única coisa que sobrou foi um relicário, que usava todos os dias para nunca esquecer de sua mãe.

“- Calma senhorita, por favor, fique deitada. Assim que Dr. Lewis terminar de examina-la eu a ajudarei – disse alguém  as suas costas.”

Sophia, vai até a casa do Conde Edward Buckington, candidatar-se a vaga de preceptora da pequena Louise, sobrinha do tal conde. É ai que tudo começa.... Sophia já faz uma entrada triunfal na vida deles... Ela se enrosca com o cachorro, a carruagem quase passa por cima dela, e o que lhe resta neste dia, um pequeno corte no rosto, alguns arranhões e um tornozelo inchado. E o olhar gélido do Conde Buckington.


“- Como Sempre atrevida não é mesmo, senhorita?”

Por outro lado o Conde Buckighton é um homem marcado por uma tragédia familiar, mais conhecido como Conde de gelo. Perdeu  seu irmão foi assassinado e sua cunhada morreu tempos depois por remorso. De inicio descartou a possibilidade de Sophia ser a preceptora de sua adorável sobrinha, pois ele tinha aversão a franceses, mesmo sendo difícil de encontrar uma preceptora que seja capaz de dar toda a sua atenção e educação para Louise, continuou em busca de uma preceptora.
Surgiu  uma missão de espionagem e o conde precisa ir para a França, mas para tudo dar certo ele precisa de uma dama como companhia. Não teria pessoa melhor que uma moça francesa de sangue nobre e arredia.

“Violetas, olhos da cor de violetas, ele nunca vira olhos assim!”

Em uma noite Sophia, é convidada para o jantar, junto com a família. E nesta mesma noite, perguntam a ela se a mesma gostaria de participar dessa missão, fingindo ser a noiva do Conde. E com isso ela teria a chance de saber o paradeiro de seus pais.

"Ela descobrira o poder dos beijos de lorde Buckington,
assim como descobrira o quanto seu coração e seu corpo eram suscetíveis a ele. A razão lhe dizia que precisava manter distância daquele homem diabólico e sedutor,  mas seu corpo a empurrava palmo a palmo para o fundo do abismo da paixão."

O Conde e Soph, partem para Franca, em busca de informações. Gente dei muitas risadas, pela forma como os dois se tratavam, pareciam gato e rato, um fica cutucando o outro, Sophia não tem papas na língua...rsrs

"Ele a tomou nos braços com desespero, com urgência, com a voracidade de um homem sedento que, vagando pelo deserto,
encontra uma fonte de água límpida.
Por um momento ela tentou afasta-lo,
mas sem nenhuma intenção de fazê-lo, acabou se rendendo."

Sophia é uma mulher linda e extremamente inteligente ela sabe o que quer. E por muitas vezes colocou o Conde Buckington no lugar dele, não dando muito bola pra ele e por diversas vezes desafiou o bonitão.

Para saber se no desenrolar da missão os dois irão se apaixonar?
Ou será que Sophia encontrara os seus pais?
Você terá que ler esse livro apaixonante, este romance aquecerá o seu coração,  uma leitura pra lá de deliciosa.
A capa é belíssima, Parabéns Pedra Azul Editora,  a narrativa flui tão bem que eu li ele todo em uma tarde, e a escrita da autora é excelente direta e envolvente, me cativou desde a primeira página.  Um Amor Conquistado, é o primeiro livros da série Amores e teremos mais outros dois livros, Um Amor Inesperado que esta disponível a partir de hoje e Um Amor Apaixonado, que já esta em pre venda.

Beijos Carinhosos,
Dani S2

Nenhum comentário:

Postar um comentário