quarta-feira, 15 de agosto de 2018

RESENHA: A GAROTA DO ORFANATO SOMBRIO


 A GAROTA DO ORFANATO SOMBRIO


Sinopse Jangada: Echo Stone acorda suando frio num quarto escuro e desconhecido, sem saber exatamente como foi parar ali. Tentando entender a situação, ela descobre que aquele lugar sombrio é a “Casa do Meio”, um orfanato que abriga crianças e adolescentes. Só tem um problema: Echo não é órfã, seus pais estão vivos! Mas ninguém parece se importar com suas explicações e o único disposto a ajudá-la a fugir dali é Cole. Mas quando a garota consegue voltar pra casa o problema fica ainda pior: uma fita amarela da polícia indica que um crime horrível e violento aconteceu – seu próprio assassinato! Echo está morta e não sabe como isso aconteceu. Desesperada para ter sua vida de volta, ela inicia uma busca para resolver esse enigma e, à medida que cresce a lista de suspeitos, ela descobre que não é a garota boazinha que julgava ser.

#resenhalivroterapia | A Garota Do Orfanato Sombrio | @editorajangada | @grupoeditorialpensamento | @templemathews

“Acordem! Esta vida que vocês têm é preciosa! Não a desperdicem!”

Echo Stone, uma garota de apenas 16 anos, acaba de descobrir que é a mais recente moradora da Casa do Meio. Isso simplesmente quer dizer que ela esta mortinha... Tinha uma vida boa, uma família feliz, embora ela não era a garotinha boazinha que ela achava que era.

“- Você está na Casa do Meio.
– Casa o quê?
Ele me olhou como se eu fosse uma idiota.
– Casa do Meio. É um orfanato.”

Depois de acordar aflita em um lugar desconhecido, e com crianças um tanto  esquisitas. Echo, reuni forças para lidar com o desconhecido. Ela ainda não sabia onde estava, achou muito estranho, porque estava longe de seus pais. Se ainda eram vivos.
Uma história muito fascinante, com alguns mistérios que acaba nos prendendo atenção, para ajudar a Echo encontrar os seu verdadeiro assassino.





“É um sentimento péssimo esse de saber que os vivos não podem nos ver.”


Mas enquanto isso não acontece, Echo esta perdida, pois ela sofre em ver sua mãe e seu  namorado em uma tristeza profunda. E no decorrer da trama, as crianças do orfanato se juntam e tentam ajudar Echo, a encontrar o assassino e qual o motivo para que ele fizesse isso com ela.

“As pessoas falavam de mim no passado. Eu era passado. Minha vida já era.”


Caso ela não consiga resolver essa pendência, ela não  encontrara a paz. Se bem que ser um fantasma deve ter o lado bom, consegue estar em muitos lugares, ouvir e sentir o que as pessoas pensam. E com o apoio de Cole o seu novo amigo (nova paixão) ela ira desvendar tudo isso.




O livro é  bem escrito, é fluida a leitura. A capa esta de acordo com a história, a diagramação esta perfeita, com páginas amareladas.

 Só uma coisa me incomodou na leitura, Echo se preocupava mais com o namorado do que com os próprios pais.  Se bem que depois ela amadureceu e mudou um pouco o foco. Ainda sim, acredito que para quem fica é muito mais doloroso aceitar a morte, principalmente da forma que foi o caso dela.  E você acredita em uma segunda chance? 3,5 

Beijos Carinhosos

Dani S2


Nenhum comentário:

Postar um comentário